Com 1% das intenções de votos, Boulos brinca de candidato e diz que dará indulto a Lula

LULA PARTICIPA DE ATO DE APOIO NO CENTRO DE S√O PAULO

O candidato do PSOL à presidência da República, Guilherme Boulos, concedeu entrevista à Rede Record nesta quinta-feira (16) em que disse que, se eleito, daria o perdão presidencial ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Citando a massacrada e golpeada Constituição, invocou a burocracia imperialista norte-americana para justificar sua promessa:  “O indulto […] é algo que está previsto na Constituição brasileira, em várias constituições do mundo, para corrigir erros da Justiça. Vamos dar o exemplo: nos Estados Unidos, alguém que está no corredor da morte, e se descobre que ele foi condenado injustamente, o presidente pode ir lá e dar o indulto e liberá-lo”, disse o candidato psolista.

Guilherme Boulos sabe que não será eleito. Porém, como os demais setores da esquerda pequeno-burguesa, insiste em esmurrar a ponta do canivete com a ilusão eleitoral e brincar de candidato em pleno golpe de Estado.

Há muito tempo a lei deixou de ser minimamente respeitada no Brasil, onde nem mesmo um histórico líder de massas como Lula conseguiu fazer seus direitos.

O único eixo de luta realmente revolucionário é com movimentos da massa trabalhadora enfrentando os golpistas para retirar da cadeia o maior e único líder absoluto na preferência do povo para a Presidência da República, Luiz Inácio Lula da Silva, e levá-lo ao Palácio do Planalto.

Liberdade para Lula! Abaixo o golpe de Estado! Lula Presidente!