Poeta, escultor e pintor
Também foi um dos precursores do movimento artístico Dadá
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
o beijo max ernst
Pintura "O Beijo" de 1927. |

No dia 1 de abril de 1976 falecia o grande artista Max Ernst, sua obra que consistia de poesias, esculturas, colagens e pinturas foi uma das mais influentes na escola do surrealismo. Max nasceu na Alemanha em 2 de abril de 1891 em uma família católica de classe média, em 1909 ingressou na universidade de Bonn para estudar filosofia, artes e psicologia e psiquiatria. Nesse período visitou hospícios em que os internados pintavam quadros que o fascinaram, algo que influenciou muito suas próprias pinturas. Até 1913 visitando exposições conheceu diversas obras do cubismo, do Expressionismo e do impressionismo, que lhe causaram grande impacto, mas em pouco tempo sua vida mudaria drasticamente.

Com o estourar da guerra em 1914 entre as potências imperialistas Max foi chamado para o alistamento obrigatório do exército alemão, lutou tanto no fronte ocidental quanto no oriental e devido as suas habilidades de pintura acabou se tornando cartógrafo e produzindo mapas para as forças armadas. O impacto da guerra em seu psicológico foi tão grande que ele escreveria: “ No dia primeiro de agosto de 1914 Max Ernst Morreu. Ele foi ressuscitado no dia 11 de novembro de 1918”, apesar disso muitos importantes artistas pereceram nos campos de batalha como August Macke e Franz Marc.

Foi no período após a guerra que Ernst viria a desenvolver não só o surrealismo como também ser um dos precursores do dadaismo. Em 1919 ele fundou o grupo dada de Colônia mas ao longo da década de 1920 sua arte foi tendendo cada vez mais ao surrealismo. Em suas obras Max Ernst desenvolveu novas técnicas de pintura como a “frotage” e a “grattage” além de sua técnica conhecida de colagens, ele também criou muitas inovações em suas esculturas surrealistas.

Nas décadas de 1920 e 1930 Max viria a colaborar com grandes nomes dessas escola artística como André Breton e Luís Bunuel. É importante lembrar que o surrealismo tem fortes ligações com o movimento operário, o próprio Breton foi coautor com Leon Trotsky de uma das obras mais significativas sobre a cultura o “Manifesto por uma Arte Independente e Revolucionária”. Outro destaque é o grande poeta Francês Benjamin Péret que quando esteve no brasil na década de 1930 fundou a liga comunista (de tendência trotskista) com outros militantes. Mas eventualmente outra guerra afetaria muito a vida de Ernst.

Com a invasão dos nazistas na França, onde Ernst residia, ele foi capturado pela Gestapo, a polícia secreta alemã, mas conseguiu fugir para os EUA. Morou até a década de 1950 numa pequena comunidade no deserto do arizona onde acabou se agrupando uma colônia de artistas. Mas com a situação de paz na Europa ele preferiu voltar para França onde viveu até seus 84 anos. Max Ernst nos deixou um grande legado de obras que estão espalhadas por diversas galerias de arte e museus.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas