1/4 das cidades brasileiras está com águas contaminadas por agrotóxicos aplicados por latifundiários
1/4 das cidades brasileiras está com águas contaminadas por agrotóxicos aplicados por latifundiários

Nos primeiros 100 dias do governo ilegal de Bolsonaro, a política influenciou até no Ministério do Meio Ambiente causando a poluição de 1/4 das cidades brasileiras com mais de 100 agrotóxicos liberados.

Os agrotóxicos sempre foram um problema no país, porém, durante os 100 dias do governo golpista de Bolsonaro foram liberados 152 agrotóxicos para utilização no pais. A proibição de alguns agrotóxicos era feito devido os danos que ele podia  causar, como câncer, problema no sistema nervoso entre outros problemas graves.

Essa situação, que já era preocupante, agora está ultrapassando todos os limites anteriores. Isso se deve à política corrupta de liberação em rápida velocidade de novos agrotóxicos, adotada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Tudo isso para favorecer os grandes latifundiários. A ministra Tereza Cristina , até recentemente deputada (DEM/MS) e presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária, foi responsável pelas tratativas para aprovar em uma comissão especial o Projeto de Lei n° 6.299/2002, popularmente conhecido como “Pacote do Veneno”. Se ele for aprovado no Legislativo e sancionado, tornará a legislação brasileira ainda mais permissiva com a liberação e o uso de agrotóxicos no Brasil.

Foram analisados os 152 produtos e descoberto uma forte incidência de produtos classificados como extremamente ou altamente tóxicos para a saúde humana (44% do total) ou extremamente ou altamente perigosos para o meio ambiente (54% do total). Levando a  problemas sérios na saúde da população e do meio ambiente.

Isso mostra que o governo atual está repleto de políticas contra população.