Dia de Hoje na História
A classe trabalhadora organizada enfrenta a Gestapo numa luta sangrenta, mas que demonstra que é possível resistir ao imperialismo
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
IM000349.JPG
Monumento em homenagem a combatentes do levante de Praga. Foto: Wikimedia Commons |

O Levante de Praga foi uma tentativa feita pela resistência tcheca para tentar libertar a cidade de Praga, capital da Tchecoslováquia, ocupada pela Alemanha Nazista, durante a Segunda Guerra Mundial. Os combates começaram a 5 de maio de 1945, logo perto do fim do conflito. 

Não obstante ter sido acordado na Conferência de Yalta que os Soviéticos seriam responsáveis por proteger a Tchecoslováquia, o Exército Vermelho se encaminhou para lá chegando somente no dia 9. E, ainda que Churchill desconfiasse de Stalin e recomendasse que o Exército Americano marchasse para a Tchecoslováquia para auxiliar na luta contra os alemães, na realidade escondendo segundas intenções sobre diminuir o poderio Soviético, Truman não quis desafiar o acordo e só chegou a 80 km de praga, e mesmo assim, com a autorização de Stalin. 

Com os dois exércitos mais próximo da capital, isso acabou entusiasmando a população de Praga, que via se aproximar a hora em que se veriam livres do Exército Alemão. Mas a espera era difícil, pois, apesar de ser conhecido que Hitler havia se suicidado, seus altos assessores ou estavam mortos ou em fuga, e que o Terceiro Reich estava em colapso, ninguém entendia porque os alemães não iam embora, e pior, a Gestapo continuava a executar e a prender guerrilheiros, e presos políticos aguardavam na prisão para serem executados.

Vendo que o momento era uma oportunidade que se antepunha à vitória, nos primeiros dias de maio um levante popular teve início em Praga e também em vários outros centros urbanos.  Na manhã do dia 05/05/1945, a estação principal de rádio transmitiu o apelo para que todos fossem às ruas para ajudar o levante. A população, então, resgatou armas, e fez barricadas para enfrentar o exército Alemão, que, sem disposição para se entregar, contra atacava com bombas incendiárias e blindados destruindo prédios e matando a população que os enfrentava.

A luta tomou conta das principais ruas da cidade e deixou milhares de mortos. Finalmente, a 8 de maio, os alemães conseguiram sobrepujar boa parte da resistência e exigiram um cessar-fogo. Isso foi devido ao avanço do Exército Vermelho na região, fazendo com que os nazistas não conseguissem usufruir dessa vitória. Os rebeldes então aceitaram o acordo e os alemães se retiraram sem serem molestados. No dia seguinte ao fim dos combates, tropas soviéticas marcharam em Praga.

O levante fez com que os trabalhadores se organizassem para assumirem politicamente o governo, mas, com a chegada do Exército Vermelho no dia 9, já depois de controlada a situação, a vontade de Stalin se fez preponderante, tendo o seu apoio sido dado aos políticos exilados que eram escoltado de volta, e que faziam parte da social democracia, partidos de esquerda pequeno-burguesa. 

Entretanto,o aprendizado diante da dificuldade e que fizeram com que o povo se organizasse para o conflito armado, demonstrou que a aliança entre os trabalhadores podia mudar a realidade e lutar contra o imperialismo. 

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas