Dia de Hoje na História
No contexto da crise capitalista de 1929, após dois meses de greve milhares de trabalhadores canadenses partiram em trens de carga em direção à capital para pressionar o governo
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
tspa_0018487f
Trabalhadores em greve caminham em direação a Ottawa | Toronto Public Library

No dia 03 de junho de 1935 começou uma jornada de mobilizações dos trabalhadores conhecida como “On to Ottawa Trek”, ou “Caminhada para Ottawa”, que é a capital do país. A situação econômica era terrível ainda sob o impacto da crise mundial do capitalismo que começou em 1929, o movimento, protagonizado pelos trabalhadores dos campos emergências de trabalho, começou em 1933 e teve seu auge dois anos depois no mês de junho com greves e manifestações violentas que tiveram algumas vitórias e desmoralizaram o governo direitista que perdeu as eleições federais.

Com a crise de 1929 o número de trabalhadores vivendo de auxílios do governo chegou a mais de 10%, contudo os Conservadores no poder não tomaram essa política sem uma contrapartida. Assim se criaram campos emergências de trabalho sob o comando do Departamento Defesa Nacional (DDF) para os solteiros desempregados que recebiam auxílio, os trabalhadores construíram estradas e outras grandes obras em condições péssimas de trabalho e salários ínfimos. Em 1933 foi fundado o Sindicato dos Trabalhadores dos Campos Emergenciais pela sindicalista Arthur “Slim” Evans filiado ao Partido Comunista do Canadá, em dezembro de 1934 se realizou a  primeira greve e em abril de 1935 se iniciou a segunda,ainda maior.

Suas demandas eram aumento salarial, equipamentos de primeiros socorros, reconhecimento de comitês democráticos eleitos pelos trabalhadores, direito a voto nas eleições, e fim do controle do DDF sobre os campos dentre outras. Já que o governo mais uma vez não atendeu às exigências dos grevistas eles decidiram partir para Vancouver, a cidade grande mais próxima. Depois de 2 meses de greve, vendo que a situação não se resolveria lá o movimento se radicalizou e eles decidiram partir para a capital do país, no dia 3 de junho centenas de trabalhadores começaram a subir em trens de carga destinados ao leste, começava a “Caminhada para Ottawa”.

Na cidade de Regina milhares de trabalhadores se concentraram enquanto os líderes da greve, incluindo o comunista Arthur Slim foram para Ottawa convidados pelo governo para tentar fechar um acordo, porém os sindicalistas não aceitaram devido a intransigência do governo. Slim voltou para Regina para encontrar os trabalhadores e foi preso no dia 1 de julho durante uma manifestação dos grevistas. O ataque da polícia a esse protesto foi violento e radicalizou os trabalhadores, que indignados atearam fogo em diversos prédios, 140 foram presos, muitos foram feridos e um morto.

Com medo das repercussões do acontecimento e visto a grande adesão popular a greve, o governo resolveu ceder, a situação do desemprego e da miséria era muito séria e o movimento possuía potencial para se espalhar rapidamente por todo o país. Os campos passaram a ser geridos pelos governos estaduais, o salário aumentou, e as viagens de volta dos trabalhadores foram garantidas. Na eleição no mesmo ano os conservadores perderam 95 cadeiras das suas 134. A presença do Partido Comunista foi muito forte durante todo o movimento, sendo a própria direção do sindicato, o que o popularizou bastante no país. Arthur Slim Evans continuou a atuar como sindicalista, posteriormente no Sindicato dos Trabalhadores das Minas e Fundições, até a sua morte em 1944.

 

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas