Mobilização do povo é a única arma contra a repressão em Porto Alegre

Compartilhar:
Mobilização do povo é a única arma contra a repressão em Porto Alegre 1

As forças de segurança do Rio Grande do Sul e de Brasília organizam um plano para reprimir o mega ato em defesa de Lula na cidade de Porto Alegre, no dia 24 de janeiro, data em que será julgado o recurso do ex-presidente contra a condenação sem provas de Sergio Moro, que sentenciou Lula a mais de nove anos de prisão. O gabinete de crise montado para organizar a repressão contará com a Brigada Militar (PM gaúcha), a Polícia Rodoviária Federal, responsável pela fiscalização da chegada dos manifestantes nas estradas e a ABIN, que já está monitorando os organizadores do ato pela internet.  

Tropas de todas as regiões do Estado já foram convocadas para a operação. Parte do esquema de segurança consiste em isolar um perímetro de mais de 500.000m² em volta do Tribunal, com rigoroso controle da entrada de funcionário e das partes no prédio.

Os movimentos da classe operária organizam um poderoso ato em defesa de Lula para o dia 24 na capital gaúcha.  O crescimento da mobilização popular é um fato decisivo para enfrentar a perseguição contra Lula e contra os golpistas de forma geral.

Nesse sentido, o PCO – Partido da Causa Operária – convoca a todos para irem pessoalmente ao mega ato defender esta causa de importância sem precedentes. Nesse sentido, também, o PCO está fazendo uma grande campanha financeira para levar dezenas de ônibus para a Capital gaúcha. Precisamos que o ato reúna o máximo de pessoas possível, e sem dúvida Porto Alegre terá, no dia 24 de janeiro, a maior manifestação que aquela cidade já viu.

Rascunho automático 67

Contribua para a vaquinha das caravanas do PCO em defesa de Lula! (aqui: Vakinha)

artigo Anterior

Primeiro-ministro de papelão da Tailândia é mais autêntico que nossos golpistas de carne e osso

Próximo artigo

Protesto: mulheres de detentos param rodovia em Maceió

Leia mais

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: