Engrossar as caravanas para ocupar Porto Alegre contra a condenação e a prisão de Lula

Compartilhar:
Engrossar as caravanas para ocupar Porto Alegre contra a condenação e a prisão de Lula

No dia 24 de janeiro de 2018, ás 8 horas da manhã está marcado o julgamento persecutório do ex- presidente  Luís Inácio Lula da Silva, no TRF4, localizado em Porto Alegre, Rio Grande do Sul.

Os juízes golpistas do TRF-4 de Porto Alegre irão julgar, em 2° instância o ex- presidente Lula, diante do processo criminal do triplex do Guarujá, onde os golpistas da operação “Lava jato”, através do juiz Sérgio Moro o condenou, sem quaisquer provas, pela aquisição de um imóvel que nunca foi sua propriedade e que foi aceito como garantia pela Caixa Econômica Federal, em transação realizada pela OAS, proprietária do imóvel. Uma verdadeira aberração jurídica!

Diante da evidente farsa do processo, que faz parte do aprofundamento do golpe no Brasil, aonde a direita quer condenar e prender Lula para enfraquecer a resistência popular na luta contra o golpe, os partidos de esquerda como o PCO, PT e PCdoB e diversos movimentos sociais, estão organizando caravanas a Porto Alegre com militantes, ativistas e trabalhadores que queiram lutar contra o ataque a Lula, lutar contra esses golpistas e suas medidas contra os direitos da classe trabalhadora  brasileira.

As caravanas em defesa de Lula estão sendo organizadas em todos os estado do país, estimando que a atividade em Porto Alegre seja a maior movimentação política realizada pela esquerda que luta contra o golpe, no período pós impeachment.

Essa mobilização vem crescendo dia após dia, com vários ônibus já confirmados na mobilização devido a compreensão das pessoas que entenderam que a defesa de Lula é a defesa de todos os trabalhadores e suas organizações políticas diante da ofensiva golpista aos movimentos sociais.

Deixar condenar e prender Lula, além do fato de impedir que ele concorra as eleições de 2018, é permitir que a direita golpista nacional e o imperialismo mundial avance na criminalização dos movimentos sociais e com isso facilitar a retirada total de todos os direitos conquistados pelos trabalhadores nos últimos anos.

Rascunho automático 67

Diante disso, a ida dos ativistas e militantes a Porto Alegre defender Lula, representa a luta contra todas as medidas golpistas contra o povo brasileiro, como a terceirização, reforma trabalhista, previdenciária, privatizações, canalizada nesse momento pela defesa da liberdade política e física de Lula.

artigo Anterior

Alckmin e o golpe do reajuste forçado dos professores

Próximo artigo

Espionagem do exército sobre ato do dia 24 é uma atividade ilícita e criminosa

Leia mais

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: