No Brasil, 64% dos presos são negros

Compartilhar:
No Brasil, 64% dos presos são negros

Os dados do Infopen, o Sistema Integrado de Informações Penitenciárias, divulgados nesta sexta-feira (8) pelo Ministério da Justiça trazem uma estatística que embasa a constatação de que o Judiciário brasileiro exerce uma seletividade penal prejudicial à população negra.

Enquanto no total da população brasileira com mais de 15 anos 53% das pessoas se declaram negras, 64% dos presos no sistema penitenciário nacional são negros.

Em todas as prisões do Brasil o caso se repete, se repete a ideologia da burguesia, todo pobre é bandido, todo negro é bandido, daí vem a superlotação das cadeias com 64% de negros.

O caso o Rafael Braga, por exemplo, pego com uma mochila com “Pinho sol” e materiais para limpar vidros de carro, em uma manifestação, foi condenado a uma pena longa para o rapaz sofresse na cadeia com uma doença grave.

Outro fato que nos chama atenção é o critério com os juízes utilizam para não julgar a maioria dos casos (presos provisórios) que na grande maioria das vezes são casos simples, e eles não julgam pois acham que são pobres tem que apodrecer na cadeia, este é o pensamento da grande maioria.

Rascunho automático 67

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), apontou que o rigor da Justiça Criminal com os negros é maior que com os brancos. Enquanto o primeiro grupo vai mais para a prisão, o segundo tem mais acesso a penas alternativas. Todos são dados que comprovam que este sistema precisa acabar.

artigo Anterior

Liberdade imediata para Rafael Braga, condenado em segunda instância

Próximo artigo

Charge por Paulo Batista

Leia mais

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: