Governo golpista só vota previdência depois de garantir compra dos deputados

Compartilhar:
Governo golpista só vota previdência depois de garantir compra dos deputados

A reforma da Previdência foi colocada novamente na ordem do dia. Após o cancelamento da votação, que levou ao cancelamento da greve geral chamada pela CUT, o governo golpista já se prepara para recolocar a matéria no plenário, querem votar ainda este ano. Há evidentemente uma operação gigantesca de corrupção por parte do governo golpista para comprar os votos necessários a sua aprovação.

Rascunho automático 67

A capitulação e a confusão política da CUT, que chamou uma greve geral e a cancelou, devido a um ato do próprio governo golpista, deu maior autoridade a este, que agora, dissimuladamente argumenta que a população começou a aceitar melhor a necessidade da reforma. Temer quer votar a previdência somente quando estiver certo dos no mínimo 3/5 dos votos na câmara, o governo golpista sinaliza que já está próximo disso, aguarda apenas o fechamento de questão de partidos da base aliada, o que poderá levar a ter os 308 necessários..

Temer acertou em reunião no último dia 5 com o relator da matéria, o deputado Arthur Oliveira Maia (PPS) para recolocar a matéria em discussão no plenário a partir da segunda-feira, dia 11.

Uma das formas que o golpista pretende comprar deputados é por meio de liberação “adicional” de verbas para as prefeituras e Estados, R$ 3 bilhões para serem repartidos a prefeitos que garantirem o apoio dos deputados de seus partidos, querem pressionar prefeitos e governadores que tenham alguma matéria de interesse tramitando para que estes garantam o apoio dos seus deputados à reforma da Previdência. O governo golpista quer contar todos os votos certos antes de colocar a matéria em votação e antes de liberar verbas.

Segundo o golpista Michel Temer:

“Estou muito otimista por várias razões. Primeiro, porque a imprensa está apoiando. Segundo, porque houve exatamente a compreensão do que é a reforma da Previdência; em terceiro lugar, a sociedade está admitindo e tendo absoluta convicção de que ela é indispensável. E, em quarto lugar, sinto uma sensibilização muito maior com nossos deputados e senadores”.

A reforma da Previdência, que é na verdade a destruição da aposentadoria no país será um dos ataques mais terríveis aos trabalhadores, sobretudo os mais pobres, o que coloca a necessidade de um grande movimento em defesa dos trabalhadores.  É necessário combater o golpe de Estado que é a razão destes ataques. Nenhuma conciliação com os golpistas, criar comitês de luta contra o golpe, mobilizar as organizações operárias e populares contra o golpe de Estado.

artigo Anterior

Quem é Samuel Huntington, guru de Villas Bôas e dos intervencionistas?

Próximo artigo

Governo golpista não inclui ECT em Plano de Recuperação das Estatais

Leia mais

Deixe uma resposta