Com repertório político, banda Revolução Permanente, formada por militantes do PCO, se apresenta no Réveillon

Compartilhar:
Com repertório político, banda Revolução Permamente, formada por militantes do PCO, se apresenta do Réveillon

Este ano, a tradicional festa de Réveillon do PCO em São Paulo contará com uma série de atrações musicais especiais. Uma delas será a apresentação da banda Revolução Permanente, conjunto formado por integrantes que são militantes do Partido da Causa Operária.

Com um repertório selecionado de músicas políticas dos mais variados estilos, a banda Revolução Permanente tem como um dos objetivos apresentar ao público as principais músicas da chamada canção de protesto nacional e internacional.

A banda Revolução Permanente começou a ser formada em 2007 e já tocou em várias atividades do PCO, como no ato do dia 1º de Maio e em várias edições da Universidade de Férias e Acampamento da juventude do partido. Pela primeira vez, a banda toca na tradicional festa de Réveillon em São Paulo e divide palco junto com as demais atrações musicais.

Veja alguma das canções que estarão no show da banda Revolução Permanente:

Sans la nommer, Georges Moustaki

“Sem dizer seu nome”, em português, é conhecida também com o nome de Revolução Permanente. Moustaki, um dos mais importantes compositores da música popular francesa, escreveu essa música justamente para falar dela.

A banda Revolução Permanente transformou a música em seu hino – por motivos óbvios – e vai apresentar uma versão em português desse clássico da música francesa.

 

Che, de Geraldo Vandré

Essa música foi feita pelo compositor paraibano logo após a morte de Che Guevara na Bolívia.

Grandola Vila Morena, Zeca Afonso

Essa canção é revolucionária por si só, se transformou num hino da Revolução dos Cravos em Portugal, sendo usada pelos soldados revolucionários como um sinal para o início da revolução.

Tanto mar, Chico Buarque

E já que estamos falando de Revolução dos Cravos, a banda Revolução Permanente vai apresentar essa conhecida canção de Chico Buarque em homenagem aos portugueses. A surpresa aqui fica por conta da apresentação da primeira versão da música, de Chico enquanto ocorria a revolução. A versão mais conhecida tem a letra um pouco modificada, já que foi gravada quando a Revolução dos Cravos havia sido derrotada.

Essas músicas e muitas outras, além de composições próprias, farão parte da apresentação da banda Revolução Permamente, uma banda revolucionária, com um repertório que expressa a luta revolucionária dos trabalhadores.

Para participar do Réveillon do PCO em São Paulo, basta entrar em contato com os militantes do partido ou acesse o formulário

Em São Paulo, o Réveillon acontece no Centro Cultural Benjamin Péret (CCBP), que se localiza na rua Serranos, 90, próximo à estação Saúde do metrô.

O PCO também vai realizar a festa de Réveillon em Brasília, Salvador, Recife e Rio de Janeiro.

artigo Anterior

Villas Bôas, “o mesmo de 1964”, diz que obediência tem limites

Próximo artigo

Para o Frigorifico Turin esfolar o trabalhador é a regra

Leia mais

Deixe uma resposta