A importância de formar Comitês de luta contra o Golpe

Compartilhar:
A importância de formar Comitês de luta contra o Golpe

O mundo vive em uma crise e colapso em estágio terminal do sistema capitalista, com isso, os países imperialistas para se manterem em patamar de países de primeiro mundo e manterem a edificação de sua riqueza estão financiando, articulando e intervindo nos países explorados por estes, em Golpes de Estado em governos nacionalistas, progressistas, populistas e protecionistas minimamente de esquerda implantando governos neoliberais que sirvam aos interesses dos empresários e banqueiros do capital internacional e de seus estados.

Rascunho automático 67

Mas o que isso tem haver com o Brasil?

Simplesmente tudo, o Golpe de Estado implantado no país ano passado foi articulado por estes capitalistas e países imperialistas, com a burguesia nacional de vassalos da burguesia internacional, para se apoderarem de todo patrimônio nacional, sendo recursos naturais como o pré-sal, reservas de minérios, madeira, água dos lençóis freáticos como a privatização do Aquífero Guarani, e das indústrias e empresas brasileiras como a Petrobrás e Eletrobrás e diversas outras. O Golpe de Estado veio também para acabar de vez com a educação pública em todos os níveis como efeito de manter a população leiga e desqualificada, para não desenvolver tecnologia própria e concorrer com os países imperialistas em diversos setores no mercado mundial; outro motivo foi também pelo fato de a burguesia nacional não querer que os filhos do proletariado se qualifique profissionalmente e concorra aos empregos que na história sempre fora destinados aos filhos da pequena e grande burguesia.

A destruição da saúde pública também veio como uma das metas do Golpe, pelo motivo de os empresários se apoderarem no mercado da saúde e aumentarem ainda mais seus lucros.

Em uma crise econômica e política em estado degenerativo como está, a burguesia financia grupos fascistas com um único intuito de desmobilizar e destruir as organizações populares, operárias e camponesas afim de se manterem no poder e manterem seus privilégios econômicos e sociais, a tese financiada pela burguesia mundial nos anos 80 que ficou conhecida como esquerda pós moderna não se sustenta, no ponto de vista material e prático da emancipação da classe trabalhadora e de todos os explorados e oprimidos; fazendo com que o proletariado se polarize para uma política revolucionária e comunista novamente.

A importância de formar Comitês de luta contra o Golpe se deve pelo fato de criar organizações e conselhos populares de trabalhadores e  movimentos sociais de oprimidos e explorados para que combata as medidas em geral contra o população que estão todas envolvidas diretamente com o Golpe de Estado, também para que os trabalhadores possam efetuar atividades de informação e propaganda a respeito do que realmente está acontecendo.

Outro motivo se deve que estes Comitês servem como Comitês de Autodefesa contra a horda de organizações fascistas criadas e financiadas pela burguesia, que agridem, intimidam, ridicularizam e matam os trabalhadores todos os dias; estas organizações fascistas quase sempre criam coragem para efetuar seus ataques quando encontram as organizações populares desorganizadas e acuadas perante a situação.

Com os Comitês formados e organizados em todo o país, a direita tendo entrar na defensiva e recuar de seus ataques à população, e com isso impulsionar para uma política revolucionária comandada por um partido revolucionário que neste caso o único existente é o Partido da Causa Operária-PCO, fomentando e colocando o proletariado em movimento em uma situação revolucionária até a tomada do poder e a concretização da revolução Socialista-Comunista.

artigo Anterior

Assassinos do Carandiru foram promovidos

Próximo artigo

Para a burguesia importa primeiro a política de Estado, depois o governo de plantão

Leia mais

Deixe uma resposta