Alckmin busca impor projeto de privatização de escolas públicas

Compartilhar:
Alckmin busca impor projeto de privatização de escolas públicas

A Secretaria da Educação lançou o projeto chamado de CIS-Contrato de Impacto Social, que prevê que empresas serão contratadas para gerir algumas escolas públicas. As escolas que aderirem ao programa CIS teriam uma parceria público-privada, as empresas iriam “selecionar” professores, diretores, coordenadores, enfim todo o quadro pedagógico, promovendo demissões de educadores não considerados aptos pelos gestores privados.

Campanha Financeira 3

Uma das políticas neoliberais mais nefastas do golpe é liquidar com o serviço público de educação, saúde, moradia e trabalho. A liquidação dos diretos básicos da população.

Em um primeiro momento, a tabela de vencimentos para os cargos de chefia é bem maior que os salários atuais, porém sabe-se que é uma enganação, pois a privatização reduz os rendimentos em média em 25% e elimina outros direitos que os servidores conquistaram com suas lutas.

A privatização do Brasil, em todas as áreas, desde o nosso pré-sal, nossa tecnologia nuclear, a Casa da Moeda, a Eletrobras e tantas outras, chega, pelas mãos dos tucanos às escolas públicas paulistas.

Contra este ataque e vários outros que o governo tucano prepara, neste final de ano letivo, para 2018, é preciso colocar a categoria de “prontidão”. Realizar uma ampla denúncia contra os planos tucanos de privatização de escolas e de defesa da escola pública, gratuita e de qualidade para todos.

artigo Anterior

Banco do Brasil sob novas ameaças de reestruturação

Próximo artigo

Sindicalistas dos Correios semeiam ilusões no parlamento golpista

Leia mais

Deixe uma resposta