Frigorífico Coringa não respeita o intervalo de recuperação térmica

Compartilhar:
Frigorífico Coringa não respeita o intervalo de recuperação térmica

O frigorífico Coringa, localizado na Zona Norte de São Paulo, Vila Izolina Mazzei, com 150 funcionários está passando por cima da legislação.

Conforme a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), artigo 253 – Para os empregados que trabalham no interior das câmaras frigoríficas e para os que movimentam mercadorias do ambiente quente ou normal para o frio e vice-versa, depois de 1h40 minutos de trabalho contínuo, será assegurado um período de 20 minutos de repouso, computado esse intervalo como de trabalho efetivo.

&Parágrafo único – Considera-se artificialmente frio, para os fins do presente artigo, o que for inferior, nas primeira, segunda e terceira zonas climáticas do mapa oficial do Ministério do Trabalho, Indústria e Comercio, a 15º (quinze graus), na quarta zona a 12º, e nas quinta, sexta e sétima zonas a 10º.

Para os patrões do Coringa, a única coisa que consideram é a de fazer com que os trabalhadores trabalhem até suas ultimas energias para aumentarem cada vez mais seus lucros.

No Coringa, um dos patrões, na reunião da campanha salarial, disse que os aumentos que ocorrem quase que diariamente nos produtos da carne devem ser passados para o consumidor. É exatamente isso que ele pratica com seus trabalhadores, os esfolam de tanto trabalhar, desrespeitam toda e qualquer lei, conquistada ao longo dos anos, causando aos trabalhadores Doenças Osteomusculares no Trabalho (DORT), bem como Lesões por Esforços Repetitivos (LER).

Rascunho automático 67

O Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Carne, Derivados e do Frio no Estado de São Paulo estará, na próxima sexta-feira para se reunir com os trabalhadores, discutir sobre os inúmeros problemas denunciados e exigir dos patrões a regularização da situação dentro da fábrica.

artigo Anterior

41° Universidade de Férias conta com tema que analisará o neoliberalismo, ideologia dos imperialistas

Próximo artigo

Latifundiários matam e espancam indígenas e a justiça os absolve

Leia mais

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: