Com o golpe direita justifica espancamento de mulheres

Compartilhar:
Com o golpe direita justifica mulheres serem espancadas

No último sábado (18), em Brás de Pina, Zona Norte do Rio, houve uma briga entre vizinhos em um edifício da região, onde foram registradas imagens do circuito interno de segurança do mesmo, mostrando mulheres sendo espancadas por dois homens, que as agridem indiscriminadamente.

Campanha Financeira 3

As imagens mostram as agressões deferidas contra as mulheres presentes no local, e como os agressores agem de forma violenta e ameaçadora contra as moradoras.

As vítimas mais graves foram duas senhoras de 54 anos que tiveram escoriações pelo corpo, e principalmente no rosto, uma delas que é a síndica do prédio, Solange Pollizi, que, além do rosto machucado ficou com problemas de audição. A outra senhora agredida teve o nariz quebrado pelos agressores. Todo o caso fora registrado na delegacia, e o mesmo vem sendo apurado.

O que precisa ser dito acerca deste episódio é que o golpe de Estado, desde seu avanço, vem atacando os direito mais elementares da mulheres e dos setores mais oprimidos, tentando inviabilizar a vida dessas pessoas. Um exemplo disto, está nos comentários feitos pela direita acerca do caso, onde afirmam que “alguma coisa as mulheres devem ter feito para serem agredidas”, ou seja, querem justificar a violência contra mulheres a qualquer custo.

Com o golpe, ficou cada vez mais escancarado o caráter antipovo da direita, e abriu as portas para comentários de cunho mais reacionário e complacente com a política dos golpistas. A direita defende que mulheres sejam agredidas indiscriminadamente.

Com o aprofundamento do golpe a direita avança, e os setores oprimidos são os mais atacados. É o momento de lutar contra o golpe e contra o avanço da direita.

artigo Anterior

Por que o PCdoB se irritou com a declaração de Lula sobre Manuela?

Próximo artigo

Projeto de Lei busca destruir estabilidade do funcionalismo público

Leia mais

Deixe uma resposta