23 de novembro de 2003 – “Revolução Rosa”: imperialismo dá golpe em governo da Georgia

Compartilhar:
23 de novembro de 2003 – "Revolução Rosa": imperialismo dá golpe em governo da Georgia

Após o fim da União Soviética, ação forçada pelo imperialismo em 1991, vários elementos dos governos soviéticos ainda permaneciam em altos cargos. Era o caso na Geórgia, liderada desde seu fim por Eduard Shevardnadze, antigo líder do parlamento georgiano e ex-ministro de Relações Exteriores da União Soviética.

Rascunho automático 67

O imperialismo, então, tentou mais uma vez derrubar os líderes destes países dissidentes da burocracia soviética.

É o caso da Revolução Rosa, um golpe de Estado aplicado pelo imperialismo contra o presidente georgiano.

Assim como no Brasil durante o golpe de Estado contra a presidenta Dilma Rousseff, o imperialismo financiou movimentos de direita na Georgia que, como o brasileiro, reivindicavam-se “contra a corrupção” de Shevardnadze.

Em 22 de novembro de 2003, estes movimentos de direita levaram rosas ao parlamento, interrompendo a sessão e obrigando o então presidente a retirar-se do prédio. Logo após isso, Eduard Shevardnadze proclamou estado de emergência no País, algo não obedecido pelo Exército, cooptado também pelo imperialismo.

Em 23 de novembro, o presidente anunciou sua renúncia, sendo substituído por Nino Bourdjanadze, presidente do parlamento e membro da oposição imperialista.

Em 4 de janeiro de 2004, foram realizadas eleições presidenciais e Mikheil Saakashvili, líder da oposição, foi o vencedor das eleições pós-golpe.

artigo Anterior

Tribunal que vai prender Lula se recusa a inocentar sua falecida esposa

Próximo artigo

Veja como foi o último Réveillon

Leia mais

Deixe uma resposta