18 de novembro de 1940 – Segunda Guerra Mundial: fascismo reúne-se diante de fracasso italiano na Guerra Greco-Italiana

Compartilhar:
18 de novembro de 1940 – Segunda Guerra Mundial: fascismo reúne-se diante de fracasso italiano na Guerra Greco-Italiana

Em 1939, Benito Mussolini, ditador fascista da Itália anexou a Albânia, país do sudeste da Europa, em uma campanha militar, transformando o pequeno país em um protetorado italiano.

Rascunho automático 67

Rapidamente, o domínio sobre a Albânia foi usado pelos fascistas para dominar outros países, dentre os quais a Grécia, país que faz fronteira ao então protetorado italiano.

Em 15 de outubro de 1940, os líderes fascistas reuniram-se secretamente para decidir e planejar a invasão à Grécia, que ocorreu em 28 de outubro.

A guerra com os gregos, no entanto, não saiu como nos planos de Mussolini: algumas semanas de guerra, em 14 de novembro, precisamente,  enfraqueceram os italianos, que já tiveram muitas baixas na Segunda Guerra Mundial, que ocorria à época.

Mussolini, vendo o fracasso da campanha italiana, pediu ajuda à Alemanha Nazista de Adolf Hitler. O pedido de auxílio foi com urgência, visto que a campanha italiana na Grécia não só estava fracassando, como eles também estavam perdendo a Albânia para os gregos.

Reuniram-se para discutir o caso, então, no dia 18 de novembro de 40, Adolf Hitler e Galeazzo Ciano, Ministro das Relações Exteriores da Itália fascista. Os nazistas fecharam o acordo para enviar tropas para a Grécia e invadiram completamente a Grécia em abril do ano seguinte, dominando rapidamente os gregos.

Este foi um dos vários casos que expuseram a crise do fascismo.

artigo Anterior

ECT quer controlar trabalhadores através do smartphone

Próximo artigo

Segurança privada é sucursal da PM

Leia mais

Deixe uma resposta