Perseguição política contra Kirchner

Compartilhar:
Perseguição contra Kirchner

O vice-presidente da Argentina durante o mandato de Cristina Kirchner (2011-2015), Amado Boudou, foi detido na manhã de sexta-feira, 3, sob a acusação de formação de quadrilha e lavagem de dinheiro.

Rascunho automático 67

Boudou é acusado de suborno e de negociações incompatíveis com sua função pública pela alegada tentativa de comprar uma empresa privada, a única dedicada à fabricação de documentos públicos e de papel-moeda.

A prisão do vice de Kirchner é parte do mesmo roteiro que se desenrola no Brasil: o uso do direito penal para a perseguição de inimigos políticos. O sistema de justiça, em conjunto com a imprensa burguesa, lança aos quatro ventos acusações de corrupção contra seus alvos independentemente da existência ou não de elementos sólidos que as sustentem.

Os acusados estão, a partir de então, sob a iminência de uma condenação mesmo que não hajam provas, porque estas “não vem ao caso”. E assim, governos e políticos, que de algum modo ou grau atendam aos interesses do povo trabalhador, vão sendo eliminados.

O chamado “lawfare” (guerra jurídica) tornou-se uma opção do imperialismo estadunidense à ação bélica. A sua utilização tem sido posta em prática na desestabilização de governos em outros países além da América Latina e também no ataque a empresas industriais e financeiras, mesmo de países aliados dos Estados Unidos.

A Volkswagen, o Banco Société Générale, a UBS, entre outras, sofreram ataques semelhantes. Também na área dos esportes, o imperialismo americano vem fazendo valer sua força através da “cruzada contra a corrupção”. Aí a FIFA, o COI e os atletas russos têm sido os alvos favoritos.

A manipulação pela utilização do moralismo, do maniqueísmo, da desinformação e da produção deliberada de confusão é antiga e sempre foi eficaz.

No momento em que o imperialismo joga uma cartada decisiva pela sua sobrevivência é imprescindível a análise objetiva dos fatos e a luta contra ele para impedir que as massas trabalham sejam manipuladas a defender uma posição contrária a elas mesmas.

artigo Anterior

O golpe consolidou a desordem

Próximo artigo

Policial estudante só serve à repressão

Leia mais

Deixe uma resposta