Classificar mostras de arte é censura

Compartilhar:

Em um momento onde um golpe militar é eminente, a censura cresce exponencialmente e avança sobre todas as formas de expressão. Nos mais recentes fatos ocorridos, museus estão tendo exposições censuradas e barradas por uma corja de moralistas que representam a direita golpista, que apoiou a ainda apoia atos como esse desde a ditadura militar. Não obstante, Ricardo Ohtake que já foi secretário Estadual da Cultura, num período após o regime militar, alegou que até mesmo naquele momento havia mais liberdade.

Campanha Financeira 3

A primeira a sofrer sanções foi a exposição do Queermuseu, que por grande pressão dos fascistas do MBL e os que compartilham dessa política moralistas, acarretou no fechamento da exposição. Nesse espaço curto de tempo, foi a vez do MAM (Museu de Arte Moderna), durante a performance do artista Wagner Shwartz, que se apresentava nu, a grande polêmica veio após uma criança ter tocado em sua perna durante a exposição. Foi deslanchada todo um ataque sobre a mesma, com afirmações de que se estaria incitando a pedofilia.

Após as repercussões, surgiu a discussão de se “classificar” as mostras, demais instituições estão discutindo as formas como podem organizar daqui pra frente as exposições. Mas o que se sabe, uma vez que se impõe uma classificação estão meramente mascarando a censura por trás disso.  Alegam que depois dos acontecimentos recentes, é preciso criar procedimentos para evitar “incidentes” como os que ocorreram.

Ao se implantar manuais e ou regimentos para funcionamento das exposições, estão controlando o que deve ou não ser feito durante as mesmas, o que mais uma vez se configura como uma forma de censura, pois os artistas terão que se submeter a imposições que descaracteriza a essência de sua arte. Esse é maior prazer da burguesia, querer criminalizar a liberdade de expressão com seu discurso moralista e acabar com a arte livre do conservadorismo de direita.

É preciso barrar toda e qualquer forma de censura, por uma arte livre, sem a intervenção de terceiros na prática da liberdade de expressão.

artigo Anterior

Participe das Atividades Culturais do PCO no Próximo Sábado (07/10)

Próximo artigo

Com debates, plenárias e feijoadas, comitês estão lotando caravanas para Brasília

Leia mais

Deixe uma resposta