O General Mourão não é minoritário e não é uma voz isolada no exército

Compartilhar:

As declarações do General Mourão em uma palestra dada na Maçonaria de Brasília, na qual afirmava que as Forças Armadas está preparada para um golpe militar, foi a público por meio de um vídeo vazado por um dos participantes.
A afirmação do General Mourão, que não deixa dúvidas de que o Exército já tem planos de intervenção, foi alvo de várias críticas públicas, inclusive em rede pública de televisão. No programa de entrevistas de Pedro Bial na Rede Globo, o Comandante General Villas-Boas defendeu Mourão, apenas advertindo-o que suas palavras haviam sido amplas demais para gerar determinadas interpretações.

O General Villas-Boas mostrou que as afirmações de Mourão não serão punidas, pois contam com o apoio das Forças Armadas. Caso a afirmação fosse contrária ao Alto Comando, ou mesmo aos setores fundamentais das Forças Armadas, haveria uma punição ou mesmo forte retratação. Não foi isso que ocorreu, sendo o General Mourão defendido pelo Ministro da Defesa e outros membros do Alto Comando das Forças Armadas.

Todo este caso expõe que as Forças Armadas estão com planos de intervenção, que não são obra de apenas mentes saudosistas da ditadura militar, mas de toda a cúpula militar brasileira. Entenda melhor assistindo o trecho da última Análise Política da Semana realizada em 23 de setembro de 2017.

Contribua com a Causa Operária TV:

Campanha Financeira 3

https://www.vakinha.com.br/vaquinha/abaixo-a-rede-globo-contribua-com-a-causa-operaria-tv

artigo Anterior

Governo golpista destrói universidades

Próximo artigo

Frase inolvidável

Leia mais

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: