RS: educadores em greve convocam ato para terça-feira

Compartilhar:

Na próxima terça-feira (26) os professores e funcionários de escolas estaduais gaúchos realizarão um ato em frente ao Tribunal de Justiça em Porto Alegre, cobrando o cumprimento da liminar que obriga o Estado a pagar o Piso Nacional do magistério e a não parcelar os salários dos servidores.

Campanha Financeira 3

Após a concentração os mesmos seguirão em caminhada para a Praça da Matriz em frente ao Palácio do Piratini, onde irão pressionar os deputados estaduais a votarem contra o PL 148, que acabam com a cedência de servidores para o sindicato.

Conforme informa  o Sindicato da categoria (CPERS), a greve da categoria, iniciada em 5 de agosto, já tem mais de 70% de adesão em todo o Rio Grande do Sul e este número além de vir crescendo tem contado com o apoio de pais e alunos de todo o estado.

Motivos é o que não faltam para a greve, o salário já foi parcelado mais de vinte vezes, 13° também parcelado, salários abaixo do mísero piso nacional, fechamento de mais de 2 mil turmas de alunos, precarização e sucateamento das escolas, este é o retrato da educação no governo Sartori (PMDB).

Dada a situação, só resta aos educadores e funcionários fazerem greve e fortalece-la cada vez mais, que além de cobrar atitude do governo local, tem que denunciar  e mobilizar contra o golpe, que vem agravando a crise em todos os estados.

artigo Anterior

A ocupação da Rocinha é um ensaio para outras ações dos golpistas

Próximo artigo

Declarações da cúpula do Exército deixam clara iminência de intervenção militar

Leia mais

Deixe uma resposta