Janot finaliza denúncia contra Temer e o acusa de dois crimes

Compartilhar:

Rodrigo Janot, o procurador-geral da República, apresentaria nesta quinta-feira duas acusações contra o presidente golpista Michel Temer. Até o fechamento desta edição, a denúncia não havia sido anunciada. Além de Temer, Janot acusa a cúpula do PMDB na câmara por obstrução de justiça e por organização criminosa.

Campanha Financeira 3

Essa é a segunda denúncia apresentada por Janot contra Temer, além das apresentadas pelo STF (Supremo Tribunal Federal). Não se trata de combate à corrupção, mas sim uma luta encarniçada entre setores da direita. A ala mais ligada ao imperialismo estão pressionando Temer por conta da impossibilidade do seu governo de acelerar a transformação do regime político.

Os donos do golpe precisam desgastar a base parlamentar de Temer, obrigando o Congresso a votar mais de uma vez a autorização de abertura de inquérito contra ele. Isso por ora tem mantido o governo na rédea curta.

Isso ao mesmo tempo paralisa o governo. O governo Temer já liberou bilhões de reais em regalias para convencer os deputados a rejeitem as denúncias. Segundo Janot, Temer teria dado aval para Joesley, empresário da JBS, comprar o silêncio de Funaro e Eduardo Cunha no âmbito da operação golpista Lava Jato.

Os mais poderosos grupos sociais querem colocar o governo em cheque para quebrar a hegemonia do PMDB no congresso e melhor atender os interesses dos países imperialistas.

O mandato de Jatot termina neste domingo, mas a política do setor mais alinhado ao imperialismo deve continuar. O golpe é uma política imposta pelos setores mais poderosos do imperialismo com vistas a modificar o regime político de conjunto, de acordo com seus interesses.

artigo Anterior

Com o golpe, ataque às mulheres se torna mais corriqueiro e banal

Próximo artigo

Para a direita, mulher que tem filho não pode trabalhar

Leia mais

Deixe uma resposta