Médicos Legistas e Peritos estão de braços cruzados no Pará

Compartilhar:

No estado do Pará exatamente na capital Belém e nos municípios de Marabá e Castanhal, profissionais ligados à Polícia Judiciária Científica pararam suas atividades por tempo indeterminado em razão de reivindicarem um benefício de 20% em razão da atividade de risco que exercem, bem como a incorporação de um abono de salário.

Campanha Financeira 3

São aproximadamente 350 funcionários número insuficiente para atender o Estado do Pará em razão ao índice que a ONU prevê ou seja um perito para cada cinco mil habitantes e no Estado o que ocorre é um perito para vinte mil habitantes.

A função do Perito Criminal é de planejar e elaborar perícias criminalísticas sejam elas externas e internas, coletas de evidência e emissão de laudos técnicos relacionados a área que atuam deste análise de documentos como vestígios de locais relacionados a crimes. É uma infinidade de atividades relacionadas ao profissional que faltaria linhas para descrever toda atividade, onde no final expedem seus relatórios em Laudos Periciais.

Já o Médico Legista tem como principal função após a necropsia descrever a causa da morte, principalmente quando não ocorre de maneira natural. Por exemplo acidentes ou assassinatos, além de exames de corpo delito de lesões e vítimas de abuso sexuais, também uma infinidade de tarefas relacionadas a função.

Como descrevemos são profissionais que se capacitaram para prestar serviços principalmente para a sociedade nos momentos mais difíceis que atravessam, quando é a perda de um bem ou de um ente querido.

Para se ter uma ideia da manifestação três corpos estavam no Instituto Médico Legal e os peritos informaram que só iriam liberar após a manifestação.
O vice-presidente do Sindicato dos Peritos Oficiais do Pará, foi contra a paralização, uma afronta aos direito de manifestação e demonstrando que a categoria não está sendo enganada pelos pelegos da direção do sindicato.

artigo Anterior

Pixote: o cinema e a realidade

Próximo artigo

Rio Branco/AC: Câmara Municipal Organiza Aparato Repressivo

Leia mais

Deixe uma resposta