Direita golpista prende militantes do PCB

Compartilhar:

O Sindicato dos jornalistas profissionais de Minas Gerais (SJPMG) denunciou em nota oficial mais uma duríssima ofensiva da direita golpista. O caso ocorreu na quinta-feira passada, 31 de agosto, em Belo Horizonte.

Campanha Financeira 3

Nesse dia foi realizada uma Audiência Pública da Comissão da Verdade dos Trabalhadores e Movimento Sindical em Minas na Assembleia Legislativa. Um evento como esse, que procura denunciar os crimes cometidos pela ditadura militar brasileira, não poderia passar sem assanhar a direita.

Como forma de tentar intimidar e provocar a esquerda, fascistas de um grupo autodenominado “Resgata Brasil 2017” apareceram com faixas pedindo “Intervenção militar já!”. Mais um fenômeno que mostra que essa direita golpista que está no poder hoje é essencialmente a mesma que sustentou e defendeu a ditadura militar brasileira, por mais que setores golpistas como a grande imprensa direitista tentem disfarçar essa dura verdade.

Esse tipo de ofensiva costuma deixar a esquerda acuada. Em muitos casos alguns esquerdistas ainda tentam dialogar com esses lunáticos. Nesse caso, militantes do PCB foram para cima dos fascistas: foi divulgado na matéria do SJPMG que estes militantes danificaram os cartazes do grupo  “Resgata Brasil 2017”. Não foram divulgados maiores detalhes.

Diante dessa reação enérgica, o aparato repressor golpista logo entrou em ação, os militantes foram detidos pela PM logo que saíram da Audiência. Os militantes e movimentos não devem se intimidar e ceder diante dos ataques dessa direita, essa é exatamente a atitude que deve ser tomada.

É necessário que os movimentos defendam esses militantes que foram presos  e que uma grande campanha de solidariedade deve ser feita. Não podemos permitir a prisão arbitrária de militantes da esquerda, não só por princípio, mas também por que se trata de uma defesa de nós mesmos. Compartilhamos também a nota divulgada pelo PCB.

artigo Anterior

Geddel é pego com 51 milhões em espécie e a culpa é do PT

Próximo artigo

A reforma trabalhista não conta com o apoio nem da justiça

Leia mais

Deixe uma resposta