Temer manobra para suspender denúncia de Janot

Compartilhar:

Os jogos de interesse levados adiante pela burguesia nunca se resumem a apenas uma frente de ação. Temer, que luta com unhas e dentes para não ser desterrado do cargo de Presidente usurpador de Dilma Rousseff, o faz através das vias políticas e jurídicas.

Rascunho automático 67

Desta forma, a defesa do golpista antecipou-se à iminente denúncia que será apresentada por Rodrigo Janot. Solicitou a suspensão do processo que nem ainda existe, até que seja julgado pelo pleno do STF o pedido de suspeição de Janot para ajuizar quaisquer ações contra Temer. Rodrigo é um notório entusiasta da ação imperialista denominada lava-jato, portando, um integrante valioso da facção que vem desestabilizando as bases do governo federal.

Os motivos apresentados pela defesa de Temer para alegar a suspeição do procurador são bem incoerentes e cínicos, como tudo o que vem ocorrendo no estado de exceção que se apoderou do país. Os advogados alegam que Janot é inimigo de Temer e que, portanto, não teria condições de acusar o ilegítimo de forma isenta. O pedido não foi aceito pelo Ministro Edson Fachin, razão pela qual deverá ser analisado pelo pleno do STF.

A ação faz parte do golpe dentro do golpe, que busca destituir Temer em razão de sua ineficiência para impor a agenda neoliberal planejada para a América Latina. Temer, com ligações viscerais a setores flagrantemente corruptos, encontra enormes dificuldades para implementar as medidas que dependem das casas legislativas. Obviamente, amarrar as mãos de Janot não afastará de forma definitiva os ataques contra seu governo.

artigo Anterior

Campanha contra o golpe recebe apoio nas ruas de Marília (SP)

Próximo artigo

Temer apresenta destruição do país como “negócio da China” para tubarões estrangeiros

Leia mais

Deixe uma resposta