Quem é contra o golpe no Brasil, é contra o golpe na Venezuela. Assistam na Análise Política da Semana

Compartilhar:

O programa Análise Política da Semana, apresentado por Rui Costa Pimenta neste sábado, 12 de agosto, foi mais uma importante contextualização da situação política nacional e internacional. Rui abordou logo no início do programa o problema da intervenção imperialista na Venezuela e na Coréia do Norte.

Rascunho automático 67

Em ambos os países há um foco de crise importantíssimo. No caso da Coreia, foi denunciada a maneira cínica com que a imprensa burguesa trata o caso do país em questão, além do grande controle imperialista que impede a independência do país em decidir se terão armas nucleares ou não. Para a imprensa burguesa, quem deve decidir se um país deve possuir armas ou não são os Estado Unidos, o país que mais possui armas atômicas.

Na Venezuela, o caso é grave; assim como no Brasil o país enfrenta uma enorme investida imperialista contra sua soberania e uma persistente tentativa de golpe de Estado. O mais importante nessa questão é que Donald Trump, presidente dos Estados Unidos, afirmou que não descarta uma intervenção militar na Venezuela. Os EUA afirmaram que podem intervir para “reorganizar” o país, violando totalmente a soberania nacional venezuelana.

Na questão nacional, o companheiro Rui reforçou a política do PCO, e chamou a classe trabalhadora a reverter o marasmo que abate o país e retomar com força a luta contra o golpe. Se faz necessária a criação em larga escala de comitês de luta contra o golpe, tendo claro que essa luta, além de abranger a luta pela anulação do Impeachment, é também uma luta contra as reformas, as prisões políticas da Lava Jato, e agora, o apoio total ao governo de Maduro na Venezuela. Quem se posiciona contra o golpe no Brasil deve ser também contra o golpe e a intervenção imperialista na Venezuela.

Para se aprofundar na discussão e entender mais, assista abaixo o programa de ontem, 12 de agosto.

Para assistir o programa ao vivo, compareça a Rua Serranos nº 90, bairro Saúde, próximo ao metrô Saúde.

 

 

 

artigo Anterior

Venezuela: de que lado você quer estar?

Próximo artigo

Professores DF: Plenária convoca professores para criação de comitês “Educadores contra o golpe de Estado”

Leia mais

Deixe uma resposta