Indígenas de todo o país foram às ruas contra os golpistas e a retirada de seus direitos

Compartilhar:

No dia 9 de agosto, indígenas de nove Estados do país saíram às ruas contra os golpistas e a retirada de seus direitos. Milhares de indígenas participaram das mobilizações em grandes cidades e áreas de conflito para demonstrar a disposição de lutar pelos seus direitos e, principalmente contra o chamado Marco Temporal.

Rascunho automático 67

As mobilizações ocorreram no Ceará, Paraná, Rio Grande do Sul, Roraima, Amazonas, Maranhão, Distrito Federal, São Paulo e Rio de Janeiro. Todos com as mesmas reivindicações e atacando duramente o governo golpista.

No Ceará, coordenadora regional da Articulação dos Povos e Organizações Indígenas do Nordeste, Minas Gerais e Espírito Santo (Apoinme), Eliane Tabajara, afirmou que: “se o governo federal pretende retirar os direitos dos povos indígenas, saiba que já está em guerra. Não vamos aceitar. Hoje estamos na rua por nossos direitos e pela democracia”.

Marco Temporal, um duro golpe nos povos indígenas

O Marco Temporal é uma tese jurídica apresentada pelos latifundiários, onde os povos indígenas só teriam direito às terras que estavam sob sua posse em 5 de outubro de 1988. Um verdadeiro absurdo, pois a maioria dos povos indígenas foram expulsos de suas terras pelos latifundiários com a ajuda dos governos militares.

Os latifundiários e o governo golpista querem colocar em prática o Marco Temporal porque inviabilizaria todas as terras indígenas em processo de demarcação ou pedido de reconhecimento.

Essa é mais uma frente do governo golpista contra os povos indígenas para provocar o desaparecimento desses povos e da luta pelas demarcações de terras. As mobilizações têm que ocorrerem cada vez mais e com mais força. A unidade com outros setores que batem de frente com os latifundiários, como os sem-terra e as comunidades quilombolas, é fundamental para derrotar os golpistas e anular todas as medidas de ataques a esses setores. A única saída é a unidade dos setores que lutam contra o golpe.

artigo Anterior

Magnoli condena Lula pela situação na Venezuela

Próximo artigo

Contra Lula, MP desarquiva o mensalão

Leia mais

Deixe uma resposta