Tratamento merecido: Doria é recebido na Bahia com pompas de chefe de galinheiro

Compartilhar:

O prefeito de São Paulo, João Dória (PSDB) tentou fazer campanha presidencial em Salvador, mas foi recebido sob forte protesto e levou uma ovada na cara, quando chegava à Câmara Municipal, a convite do prefeito ACM Neto (DEM).

O prefeito é repudiado por inúmeros motivos, entre eles o de ter demolido um prédio com gente dentro, o de ter jogado jato de água fria em moradores de rua durante as noites mais frias do inverno paulistano e o de ter colocado em leilão todo o patrimônio público da cidade que ainda não destruiu.

Após a chuva de ovos, que também acertou o prefeito de Salvador ACM Neto e a comitiva formada, entre outros, pelo filho lunático do deputado Bolsonaro, Doria afirmou que ovos não o intimidam, dando a entender que a população ainda pode jogar mais artefatos nas próximas vezes.

Antes do protesto, o prefeito homenageado fez uma palestra para empresários locais, na Casa do Comércio, onde se disse “branco de alma negra”, provavelmente em referência ao vilão do seriado Chapolin, e ainda completou que sua bandeira “jamais será vermelha”, cuja cor está presente na bandeira da cidade que comanda com mãos de ferro, demonstrando também mais uma vez sua obsessão por Lula, criticando o ex-presidente.

Cotado para ser candidato à presidente pelo PSDB, Doria anunciou que vai percorrer o País com o discurso de Dona Florinda: “vão jogar ovos na Venezuela”, que, como disseram os internautas, diferente de São Paulo, tem um dirigente Maduro.

Rascunho automático 67

Confira o vídeo:

artigo Anterior

XVII CONFUP reafirma luta contra a privatização da Petrobrás

Próximo artigo

Ação de Doria na Cracolândia era pura repressão

Leia mais

Deixe uma resposta