Neymar vira motivo de campanha da imprensa burguesa

Compartilhar:

Neymar Jr., ex-atacante do Barcelona, foi negociado para o Paris Saint-Germain pela quantia de 222 milhões de euros. Essa transação é considerada a maior de todos os tempos do futebol mundial, o que fez a imprensa burguesa sair em mais uma campanha contra Neymar.

Rascunho automático 67

Nos últimos anos, talvez décadas, a imprensa e a direita estão atacando o futebol para retirar do povo a apreciação do esporte, considerado o mais popular em todo globo. É daí que surgiram todas as “arenas”, ou os estádios moldados ao estilo europeu. Torcidas organizadas proibidas, bandeiras, mastros, instrumentos musicais proibidos, o fim das “gerais” e a pressão para que os jogadores sejam verdadeiros santos, sem sentimentos.

Ainda durante as Olimpíadas de 2016, Neymar deu um tapa em uma mesa, aos gritos de “isso aqui é Brasil”, apontando para um torcedor que fazia campanha contra a seleção brasileira, no que foi duramente criticado pela imprensa. Neymar ia à forra com os que azaravam a seleção. Aliás, em 2014, a campanha coxinha contra a seleção foi intensa. Campanha parte do próprio golpe de Estado que viria em seguida.

Neymar, que se mantém como o melhor jogador brasileiro na atualidade, foi para o PSG e o atacam por ter feito a mudança apenas por dinheiro, chamando-o de mercenário, traidor etc. Como se todo o resto do mundo não fosse movido por dinheiro, até o próprio Barcelona.

O presidente do Barcelona criticou a postura de Neymar e elogiou a de Messi, que fica no clube. “Nenhum jogador está acima do Barcelona, tudo tem um limite”, disse. Bom, para os brasileiros e a para seleção, sim, Neymar está acima do Barcelona.

Como torcedores da seleção, tudo que podemos desejar é sorte ao “atacante do Hexa”, como já dizem por aí, e que traga a nossa taça em 2018, gritando, xingando, driblando, enfim, jogando bola.

artigo Anterior

Tradutor

Próximo artigo

As diferenças da política da esquerda pequeno-burguesa e do PCO sobre Lula

Leia mais

Deixe uma resposta