Luciana Genro: Viva a Lava Jato… e a prisão de Lula

Compartilhar:

O golpe segue implacável. A direita toma as passeatas e tenta tomar as ruas; pede a saída de Dilma e a prisão de Lula. Dilma sofre o impeachment e agora Lula foi condenado.

Rascunho automático 67

Não é uma simples mudança de governo; é a reformulação do regime político e a liquidação do país.

E no meio dessa catástrofe há quem continue agindo como se nada de extraordinário tivesse acontecido.

É assim que MES, corrente do PSOL dirigida por Luciana Genro, atualmente um dos mais típicos representantes da esquerda pequeno-burguesa, publicou uma nota vergonhosa em apoio à condenação de Lula.

Não, a nota não diz explicitamente “Viva a condenação de Lula”, como Luciana de outra feita declarou em relação à operação Lava Jato: ela é sub-reptícia, cínica. Diz que condena “politicamente”, apenas para tentar encobrir que apoia a condenação jurídica, policial; a prisão do dirigente do maior partido de esquerda do País pelas mãos do Estado capitalista.

O artigo corrobora todas as acusações da direita golpista contra Lula e o PT. Afirma que o governo de Lula organizou esquemas de corrupção. Que “esses esquemas se combinaram com a defesa dos grandes capitalistas”, e que Lula “usava todo seu poder político para promover os negócios dessas empresas no país e no exterior”.

E daí partem para um elogio e uma defesa abertos do tribunal de exceção de Sérgio Moro, vulgo Mussolini de Maringá. dizendo que a “derrota do PT” não virá “apenas pela ação de um setor do Judiciário, que está corretamente combatendo esquemas de corrupção e pondo no cadeia uma parte dessa máfia.”

Nesse sentido é que defendem que a derrota deve vir “das mãos dos trabalhadores”, mas de um ponto de vista simplesmente eleitoral, como fizeram, segundo o MES, com Cabral e Aécio.

Mas esse não é também o desejo dos coxinhas? O que mais deseja a direita senão que, além de presos, colocados na ilegalidade, Lula e o PT percam também o apoio popular, que é seu maior trunfo?

Luciana Genro e o MES são o melhor exemplo da unidade da esquerda… com a direita coxinha. Juntam-se à direita anticomunista, pró-imperialista, que está liquidando os direitos de toda a classe trabalhadora, que está vendendo todo o País, que está impondo um verdadeiro estado de exceção, apenas para ver conseguem tirar daí alguma minúscula vantagem eleitoral.

Estamos em meio a um golpe de Estado, no qual a presidenta eleita foi derrubada em um processo fraudulento e inúmeros dirigentes do PT foram condenados sem provas. O juiz que coordena toda a farsa judicial destinada a dar uma cobertura legal ao golpe, condena então o principal dirigente operário do País a nove anos de prisão sem absolutamente nenhuma prova, sem nem ao menos ter matéria convincente para um processo! E o MES de Luciana Genro dá seu integral apoio a essa operação golpista, não vendo que toda a esquerda, independentemente de sua aliança com a burguesia ou de sua proximidade política com a direita, será prejudicada pelo golpe.

É preciso lembrar que o ataque a Lula e ao PT, bem como o próprio golpe, a exemplo do que estamos vendo com as “reformas” da Previdência e Trabalhista, são parte necessária de um ataque mais profundo e geral a toda a população brasileira. Quem não se coloca contra esse ataque, coloca-se do lado dos maiores carrascos dos trabalhadores brasileiros.

artigo Anterior

Hospital de SP deixa pacientes no chão, do jeito que Doria gosta

Próximo artigo

Assembleia dos bancários em Brasília elegem delegados para a Conferência Nacional da categoria

Leia mais

Deixe uma resposta