Sabotagem de Doria contra a Virada revela a política cultural da direita

Compartilhar:

Esse fim de semana terminou e um dos eventos culturais mais frequentados de São Paulo parece ter passado em branco. A Virada Cultural aconteceu e muita gente talvez nem tenha se dado conta.

Rascunho automático 67

A imprensa capitalista e a própria prefeitura, que tradicionalmente davam muito destaques às atrações culturais e às movimentações nos dois dias de evento, falaram muito pouco. A queda brusca do público é prova de que houve uma tentativa organizada de esconder o evento, o que se encaixa com a política traçada pela prefeitura tucana de João Doria de acabar com a Virada.

Em resumo, a direita golpista, inimiga da cultura, decidiu acabar com o evento popular que tradicionalmente levava milhões de pessoas nas ruas do centro de São Paulo. Doria está fazendo com a Virada o que já fez com o carnaval de rua. A direita quer acabar com todas as manifestações populares.

Doria, para não bater de frente com a população, iniciou um amontoado de leis absurdas e antidemocráticas para dificultar a existência de tais eventos culturais. No caso da Virada, Doria retirou boa parte das atrações das ruas do Centro, jogando para espaços fechados e com maior dificuldade de acesso para a maioria da população como o sambódromo do Anhembi e o Jóquei.

Aliado a isso, houve um nítido acordo entre a imprensa golpista e a imprensa para boicotar a Virada, sem grandes divulgação, de maneira a desfazer o clima positivo que tradicionalmente se criava nos finais de semana de Virada Cultural. Era um evento verdadeiramente popular e com atrações de qualidade e principalmente muito diversificadas.

O principal motivo do boicote está na própria notícia que vem da Virada Cultural desse ano e sobre o que já chamamos a atenção durante o carnaval. A direita quer acabar com as manifestações culturais porque se vê em perigo. Os palcos e as ruas da Virada, assim como no carnaval, se tornaram ambiente de protestos políticos espontâneos. Esse ano, mesmo com todo o boicote, não foi diferente, vários artistas e o público realizaram protestos durante as atrações artísticas.

É preciso varrer essa direita coxinha. Ela inimiga do do povo e da cultura nacional.

 

artigo Anterior

Uma grave denúncia: Chapa 3 vai inscrever capangas da Força Sindical para tumultuar eleição da APEOESP

Próximo artigo

Manifestações contra o golpe tomam o Brasil, agravando a crise do golpe

Leia mais

Expropriar as empresas de telecomunicação!

( )

Deixe uma resposta