10 de maio, um dia decisivo na luta contra o golpe

Compartilhar:

O mês de março foi intenso; cheio de manifestações e uma espetacular greve geral. Maio também promete. Começou com as mobilizações do 1º de Maio e 10 de maio está previsto como dia do depoimento do ex-presidente Lula ao juiz Sérgio Moro, o Mussolini de Maringá. Este será um dia decisivo na luta contra o golpe.

Campanha Financeira 3

Desde que foi convocado em março pelo presidente do Partido da Causa Operária, Rui Costa Pimenta, a ocupação de Curitiba no dia do depoimento de Lula, ganhou grande proporção e teve vitórias. A principal foi mostrar a força do movimento e a concreta possibilidade de derrotar os golpistas e a Lava Jato.

Sérgio Moro adiou o depoimento que estava previsto para 3 de Maio e marcou para o dia 10, justamente por causa da mobilização. Ele também contava com que as pessoas organizadas para ir no dia 3 a Curitiba abandonasse a missão, deixando Lula sozinho. Assim poderia agir como de costume, de maneira arbitrária, ilegal, abusiva.

Mas o movimento de luta contra o golpe está em uma crescente. Março mostrou que a situação política pode estar virando em favor dos trabalhadores. A correria dos golpistas para aprovar suas medidas no Congresso Nacional e a crise em torno delas mostra não força, mas fraqueza.

Outro sinal de crise são as decisões do Supremo Tribunal Federal (STF) como a que autorizou liberar José Dirceu da cadeia. Tem ainda a decisão do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), em Porto Alegre, nesta quarta-feira (4). Contrariando a República do Paraná, Lula não está obrigado a comparecer aos 87 depoimentos de testemunhas de defesa arroladas por ele.

É preciso aproveitar o flanco e intensificar a luta. Moro já recuou uma vez e pode recuar mais. Neste dia 10 de maio vamos ocupar Curitiba. Lá estaremos não para assistir de camarote as ações de Moro, mas para agir como verdadeiros guarda-costas de Lula e impedir sua prisão.

artigo Anterior

“Le Front Populaire” na França, 1936 – Parte II

Próximo artigo

MBL e o nazismo, uma aliança tradicional

Leia mais

Deixe uma resposta