Humberto Costa perdeu uma ótima oportunidade de ficar quieto

Compartilhar:

O senador Humberto Costa depois de dar uma entrevista para a revista Veja, que foi amplamente usada pela direita pois falava em “virar a página do golpe”, agora fala de um suposto aspecto positivo da perseguição a Lula.

Campanha Financeira 3

Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo disse que a perseguição com possível prisão e condenação do ex-presidente pode ter um “resultado oposto”. No momento em que milhares de pessoas se mobilizam em torno da palavra de ordem “não vai prender”, com caravanas sendo organizadas em todo o país para ir à Curitiba contra a Lava Jato e o Mussolini de Maringá, Sérgio Moro, ao ponto de ter sido divulgado na imprensa que a Polícia Federal pediu ao juiz que o depoimento de Lula previsto para acontecer no dia 3 de maio seja adiado, o senador petista aparece para falar na imprensa golpista sobre a condenação do ex-presidente e as eleições. Primeiro disse à Veja “temos que nos adaptar; “não adianta mais ficar apenas no discurso de denúncia do golpe”. Agora chegou a dizer ao jornal O Estado de S. Paulo que “essa perseguição, da forma como tem sido feito, pode terminar dando a ele uma musculatura tal, que mesmo não sendo candidato, o apoio dele seja absolutamente decisivo para alguém ganhar a eleição”. Ou seja, ele pode ser preso, pouco importa, já que se ele não puder ser candidato, outro qualquer que tenha apoio de Lula pode sair vitorioso nas eleições.

Como se o golpe, a ação da direita e a campanha do monopólio da imprensa fosse simplesmente para “criar um impedimento à candidatura de Lula”. Como se as eleições necessariamente fossem acontecer, e, se acontecer, será em condições tais que um candidato de esquerda ou “herdeiro” de Lula poderá ser eleito. Como se a direita, depois de dar o golpe e de todo trabalho que está tendo para tentar aprovar suas medidas antipovo, iria simplesmente fazer uma eleição para eleger alguém contrário a tudo isso. Chega a ser ridículo. Sem contar que simplesmente rifa Lula. Se fazem isso com a principal liderança do PT, o que mais são capazes de fazer? Lula pode ser preso e condenado como José Dirceu e outras lideranças petistas; para o senador isso não importa. Assim como não importa que as acusações sejam falsas, que a Lava Jato seja uma perseguição política que usa a imprensa para condenar sem provas e com base em delações que são fruto de terror e tortura psicológica etc.

Vamos seguir em frente e focar nas eleições de 2018. A política expressa por Humberto Costa é mais que uma confusão, ou resultado de uma ilusão na democracia, nas eleições burguesas, na possibilidade de um arranjo com os golpistas e o regime que os golpistas pretendem consolidar. É mais que isso. É uma política de um colaborador dos golpistas. O golpe tem um plano que vai muito além de inviabilizar Lula ou o PT eleitoralmente. Isso já pode ser visto e identificado por qualquer um. As medidas neoliberais, as reformas, a terceirização, as privatizações. As restrições às liberdades democráticas, abusos de autoridade e arbitrariedades da justiça, a perseguição à esquerda, como a que está sendo vítima o PCO e seu presidente, Rui Costa Pimenta, visam um regime duro, com caráter ditatorial.

É com esse tipo de esquerda, com esse tipo de petista que a direita e sua imprensa conta para fazer vencer o golpe e suas medidas. E não é só Humberto Costa. No PT há outros que têm essa mesma política, de capitulação diante dos golpistas. O senador ao dar uma declaração que tem um claro caráter desmobilizador perdeu uma ótima oportunidade de ficar quieto. Para ele a prisão de Lula iria inviabilizar sua candidatura mas tudo continuara como está, ele poderia indicar um candidato, um chamado para ficar em casa. A esquerda e o próprio PT está rejeitando a proposta de Humberto Costa, estão se preparando para ocupar Curitiba contra a prisão de Lula.  

artigo Anterior

Quatro clubes brigam para voltar a divisão de elite do futebol paulista

Próximo artigo

Tratamento dado aos tucanos revela o lema do judiciário: para os amigos, sigilo, para os inimigos, vazamentos

Leia mais

Deixe uma resposta