A cidade linda é dos empresários

Compartilhar:

Durante vitória da seleção brasileira de futebol contra o Uruguai, nesta quinta feira, 23, em Montevidéu, no estádio centenário, os espectadores foram confrontados com a logomarca da Cidade Linda, principal elemento de marketing do Prefeito coxinha de São Paulo, João Doria do PSDB. Uma propaganda veiculada em rede nacional de uma política urbana para a cidade de São Paulo que é contra a população paulistana.

O tempo foi cedido pelo amigo e empresário Sidney Oliveira, da Ultrafarma, à prefeitura do tucano, Dois parceiros comerciais, Doria já havia servido de garoto propaganda para produtos do referido empresário. Um troca-troca de interesses, o prefeito coxinha atende os interesse do empresários utilizando-se da prefeitura e, logicamente, exige destes que atendam seus interesses.

A Cidade Linda é um programa que visa a higienização social, de repressão da população pobre, programa que atende única e exclusivamente os empresários da cidade. Uma das muitas imbecilidades que saem de sua boca revelam bem o caráter de seu programa: “A cidade é um lixo vivo, parece um filme escabroso. Hoje a cidade tem 16 mil moradores de rua, no início dessa gestão eram 6 mil. Antes tinha uma Cracolândia na cidade com 400 usuários e hoje são três mil espalhados por seis cracolândias”.

O fato demostra bem o complô que há por parte da burguesia paulistana contra a cidade de São Paulo. Veiculam nacionalmente um programa de governo, cujo objetivo é tornar a vida na cidade cada vez mais penosa para população ao mesmo tempo em que colocam a prefeitura a serviço dos capitalistas, da privatização de tudo. Todas essa política de ataque mascarada por ações demagógicas e ridículas do prefeito coxinha e seus asseclas.

Este setor social, o mais reacionário do país, procura barrar o potencial revolucionário da cidade, berço dos grandes movimentos da classe operária, como o surgimento da CUT, de movimentos culturais de suma importância, como o modernismo etc., ou seja, uma cidade de potencial explosivo, pois, percebem o perigo que ela representa.

Rascunho automático 67

A política de terra arrasada que a direita golpista quer impor a São Paulo é parte de uma política mais geral para anular politicamente os trabalhadores da cidade.

 

 

artigo Anterior

Moro é um criminoso

Próximo artigo

Terceirização: os oportunistas tentam virar a página mas ela continua voltando

Leia mais

Deixe uma resposta