Israel apaga o fogo em seu território e deixa Cisjordânia pegar fogo

Compartilhar:

O projeto de terra arrasada que Israel aplica na Cisjordânia é constante e intenso. Bombardeios em casas e prédios com moradores, destruição de toda possível moradia com Forças Armadas brutais e treinadas para o massacre.

Rascunho automático 67

Recentemente, no dia 26 de novembro, sábado, um incêndio que começou em Israel se espalhou para os territórios da Cisjordânia invadidos pelos israelenses.

A parte israelense já está segura, com ajuda internacional massiva. E quanto ao fogo que foi em direção à Cisjordânia? O trabalho já vai ser feito pelo fogo, sem necessidade das Forças Armadas se mobilizarem.

A região já completamente destruída, e sem qualquer forma de se defender, agora simplesmente está acabando em chamas e nada de ajuda internacional.

A seca na região é colocada como culpada, mas existem suspeitas de incêndio criminoso. O necessário a se observar aqui é: criminoso ou não, para o governo israelense e dos países desenvolvidos, a vida dos israelenses vale mais que a dos jordanianos? Os israelenses foram evacuados mas e os jordanianos?

As aldeias perto de Jerusalém foram prontamente evacuadas e o fogo apagado por aviões de combate a incêndio.

As colônias da Cisjordânia de Dolev, Alfei Menaché e Karnei Shomron não foram evacuadas.

Os governos dos países imperialistas e de seus apoiadores não só privilegiam suas classes dominantes, mas atacam os oprimidos de seus próprios países e mais ainda, dos países atrasados.

artigo Anterior

Do falecimento de Fidel ao “Fora, Temer!”; Assista à última Análise Política da Semana

Próximo artigo

“Próximo Roda Viva”, por Laerte

Leia mais

Deixe uma resposta