Israel matou mais de 2 mil crianças palestinas

Compartilhar:

Segundo o Ministério da Informação da Palestina, por meio de um comunicado publicado no jornal egípcio Alyoum Alsabe em junho, desde 2000, os militares israelenses já mataram 2079 crianças palestinas e feriram outras 1300. Além desse massacre, 12 mil menores já foram detidos por Israel desde então, e 420 continuam detidos pelo Estado sionista. Ainda segundo o comunicado, cerca de 95% dos menores detidos são submetidos a torturas e condições degradantes.

Rascunho automático 67

Com mais de 2 mil mortes de crianças nas costas só desde 2000 Israel se apresenta como a única democracia da região. A verdade, no entanto, é que o País submete os palestinos a um apartheid e promove massacres e o contínuo roubo de terras, ampliando os territórios ocupados. Depois da Arábia Saudita, o enclave imperialista que é Israel é o principal instrumento da dominação imperialista no Oriente Médio.

Políticos de extrema-direita em Israel falam abertamente na necessidade de eliminar os palestinos para ter “segurança” no País e garantir a “sobrevivência” do Estado judeu. Israel é oficialmente um estado judeu, e a extrema-direita sempre argumentou que seria necessário conter a “bomba demográfica” palestina para garantir que o País continuasse sendo judeu. A população palestina é apresentada como uma ameaça por sua simples existência.

artigo Anterior

Racha do PSTU: MAIS do mesmo

Próximo artigo

Defesa de Dilma

Leia mais

Deixe uma resposta