Lava Jato se encerra depois do impeachment

Compartilhar:

De acordo com a imprensa o juiz Sérgio Moro, da República do Paraná, tem dito que pretende encerrar a operação Lava Jato em dezembro. Só faltou dizer: “Afinal já alcançamos nosso objetivo”. Não há nem disfarce.

“Terminar até dezembro a parte da primeira instância é uma expectativa ou um desejo”, disse Moro a uma pessoa próxima, de acordo com O Estado de S. Paulo.

A expectativa de Moro é que uma parte significativa do seu trabalho seja concluído neste final de semana: a derrubada de Dilma. Nem que seja através do impeachment.

Presos petistas, quem sabe até o ex-presidente Lula, derrubado o governo Dilma pode-se encerrar a Lava Jato.

Ao falar em encerrar a Lava Jato, Moro mostra que de fato existe um acordo para que a Polícia Federal, o Ministério Público e ele, como juiz de primeira instância, atuaram para criar as condições para o golpe, a pretexto do combate à corrupção.

Ele começa a falar isso agora para que, quando a Lava Jato for encerrada, não haja surpresa.

Fica evidente que a Lava Jato é mesmo uma operação de perseguição. Não tem nada a ver com combate a corrupção.

A matéria de O Estado de S. Paulo fala que Moro estaria “consternado”, com o “que chama de ‘manifestações de raiva e intolerância’ registradas nas últimas semanas”, depois da condução coercitiva de Lula. Ou seja, a reação da população contra as arbitrariedades é para ele apenas “manifestações de raiva e intolerância”. Ele esperava que saísse dessa empreitada como um herói, como saiu Joaquim Barbosa depois do julgamento do mensalão. Mas dessa vez não foi assim.

É como disse o deputado fascistinha Eduardo Bolsonaro, filho do fascista Jair Bolsonaro. “Eles estão mais preparados”, se referindo ao golpe de 1964. Bolsonaro reconhece que trata-se mesmo de um golpe de estado ao fazer referência da situação atual com a de 1964 quando a esquerda não combateu o golpe e os militares conseguiram promover o golpe com certa facilidade.

A direita esperava que agora como em 1964 não houvesse resistência. Mas não foi assim. Primeiramente a partir do PCO o entendimento de que a campanha da direita e da imprensa é uma verdadeira campanha golpista se ampliou para amplos setores da esquerda e da população, passando pelo PCdoB, PT, intelectuais, artistas, juristas e amplos setores da sociedade.

Campanha Financeira 3

Não é surpresa, a declaração de Moro é apenas a confirmação de que seu papel em todo esse processo era criar as condições para o golpe de estado, a partir do que corretamente ficou como República do Paraná.

artigo Anterior

Ações deste dia 15 são exemplo de como se deve lutar contra o golpe da direita

Próximo artigo

Análise Política da Semana, Com Rui C. Pimenta, às vésperas do impeachment

Leia mais

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: