“Nós somos o povo”, disfarce para o nazismo

Compartilhar:

Extrema-direita promove onda de ataques contra refugiados, em 2015 foram mais de 500 albergues atacados

Rascunho automático 67

Na madrugada d0 domingo, 21 de fevereiro, um abrigo para refugiados pegou fogo na cidade alemã de Bautzen, na Saxônia, na fronteira com a Polônia e a República Tcheca. O abrigo ficava em um velho hotel, que poderia comportar até 300 refugiados.

Durante o incêndio, moradores de Bautzen comemoravam o incidente do lado de fora e dificultavam o trabalho do corpo de bombeiros. Não foi confirmado se o incêndio foi criminoso. Segundo a TV alemã ZDF o dono do hotel que serviria de abrigo, Thomas Hetze, é membro do partido de extrema-direita Alternativa para a Alemanha (AfD, na sigla em alemão), que organiza protestos contra os refugiados, e sabia a hora em que os refugiados chegariam..

Outro partido de extrema-direita, o Pegida, organizou grandes marchas contra a política do governo alemão de receber refugiados. Como em todo o resto da Europa, a extrema-direita cresce também na Alemanha. Em 2008, a crise capitalista entrou em uma nova etapa, como consequência desse aprofundamento da crise setores da burguesia imperialista passaram a apoiar o fascismo, essa é a causa do crescimento generalizado da extrema-direita nos países imperialistas.

“Nós somos o povo!”

Durante 2015, mais de 500 albergues para refugiados foram atacados em toda a Alemanha, 126 edifícios foram parcialmente destruídos. Além do caso de Bautzen, no domingo, na quinta-feira passada (18), em Clausnitz, também na Saxônia, um grupo de 100 pessoas se reuniu para impedir a chegada de 24 refugiados a um albergue da cidade.

A polícia, ao chegar no local, participou do assédio contra os refugiados. Imagens publicadas na internet mostram o momento em que um musculoso policial agarra com violência um refugiado adolescente de 14 anos e o arranca do ônibus. O policial é aplaudido, entre gritos de “muito bem!”. Ao final do vídeo, o grupo grita: “Nós somos o povo!” (Wir sind das Volk):

https://www.youtube.com/watch?v=AcFtdQR3SRs#t=00m52s

 

artigo Anterior

Sanders supera Clinton nas pesquisas nacionalmente

Próximo artigo

Anos depois, PMs do caso Amarildo foram “expulsos”

Leia mais

Deixe uma resposta