O PCO surgiu no final dos anos 1970, como Tendência Trotskista do Brasil

Compartilhar:

Registro definitivo do partido foi conquistado em 1997

Rascunho automático 67

O Partido da Causa Operária surgiu como um agrupamento de militantes trotskistas rompidos com a Organização Socialista Internacionalista no final de 1978.

Naquele momento assumiu o nome de Tendência Trotskista do Brasil (TTB). Em junho de 1979 foi publicado o primeiro número do jornal Causa Operária. Em janeiro de 1980 foi realizado o Congresso de Fundação da Organização IV Internacional.

Em 1980, esta nova organização política ingressou no PT e se transformou na fração trotskista e revolucionária daquele partido, conhecida pelo nome do seu jornal, Causa Operária. Nas eleições de 1990, cerca de 20 candidatos do partido a deputado federal e estadual foram cassados pela direção do PT, entre eles os companheiros Rui Costa Pimenta, candidato a presidente pelo PCO nas eleições de 2002, Pedro Paulo de Abreu Pinheiro, candidato a vice e Lourdes Sarmento, candidata a governadora da Paraíba.

No segundo turno das eleições, Causa Operária fez uma ampla campanha contra o apoio aos candidatos burgueses no segundo turno, sob a palavra-de-ordem: “sou PT, não voto em burguês”.

A partir de 1991, os militantes de Causa Operária foram expulsos do PT em todos os estados, apesar de uma enorme campanha que conseguiu mais de mil declarações de militantes de destaque do partido contra a expulsão.

Em 1995, foi obtido o registro provisório do Partido da Causa Operária.

Em 1997, após uma árdua campanha de filiação foi obtido o registro definitivo. O PCO surgia mostrando na prática que a luta revolucionária contra a burguesia consiste em superar os obstáculos que esta mesma coloca no caminho para intervenção política da classe operária.

Filie-se e lute com o PCO, o partido da revolução socialista!

artigo Anterior

Triplex errado, de Renato Aroeira

Próximo artigo

Manifestação verdadeira! Manipulação da imprensa golpista!

Leia mais

Deixe uma resposta