Não adianta falar que defende o direito de Lula ser candidato e não ir pra rua protestar, ocupar Porto Alegre é fator chave neste momento.

Compartilhar:

O ex-presidente Lula será julgado em segunda instância no próximo dia 24 de janeiro, no TRF4, em Porto Alegre e a enorme mobilização em torno desse julgamento mostra aos golpistas e à direita que há muito o que temer, já que a maior liderança política do país seria capaz de mobilizar multidões.

Milhares de brasileiros de todo o país, partidos políticos, movimentos sociais e centrais sindicais têm se mobilizado intensamente para invadir Porto Alegre com caravanas e resistir ao golpe, lutar pela democracia e contra a condenação do ex-presidente Lula (PT), vítima perseguição política pelo tribunal golpista da Lava Jato e pelas instâncias golpistas do judiciário Brasileiro.

A Secretaria Agrária Nacional do Partido dos Trabalhadores organizou em parceria com a Secretaria Nacional do Meio Ambiente a “Caravana da Terra por Justiça e Democracia”, saindo de Brasília com destino a Porto Alegre, passando antes por diversas cidades para se juntar às caravanas organizadas pelos comitês formados em defesa de Lula. Fazem parte dessa mobilização, movimentos sociais ligados ao campo, como a Via Campesina, o MST (Movimento Sem Terra), o MAB (Movimento dos Atingidos por Barragens), Movimento de Pequenos Agricultores (MPA), Contag e Contraf, além de outros movimentos populares.

A CUT divulgou que organizações mundiais de trabalhadores, como a Confederação Sindical Internacional (CSI) e a IndustriALL Global Union (sindicato mundial dos trabalhadores na indústria), estão intensificando a mobilização de suas entidades filiadas para a atividade, particularmente as da América Latina. A informação é do presidente da CSI, João Felício, e do secretário geral da IndustriALL, Valter Sanches. Ainda segundo ele, além da IndustriALL, outras organizações globais como a UNI Global Union [organização mundial de bancários e financiários], ISP (Internacional de Servidores Públicos) e a UITA (União Internacional dos Trabalhadores na Alimentação), entre outros, estão empenhadas em organizar caravanas de trabalhadores para a vigília de Porto Alegre.

A Frente Brasil Popular, que também está organizando caravanas em diversas cidades do país, chama todos a chegar em Porto Alegre dois dias antes do julgamento e já programou um cronograma de atos, aulas públicas e atividades que começarão dia 20/01 quando o acampamento em defesa da democracia será montado. No dia 13, a cidade de Porto Alegre já terá um primeiro grande ato. Com atividades o dia todo no Parque Farroupilha.

Neste momento é importante que cada militante de esquerda do país se conscientize de que tomar as ruas é fator decisivo, muitas pessoas faltarão trabalho, e estão organizando caravanas e vaquinhas por iniciativa própria em cidades onde não há ônibus.

O presidente do PCO, Rui Costa Pimenta, em entrevista concedida à TV 247 fez um importante chamado a toda a militância que não aceita o golpe em curso no país: “A saída para esse descalabro brasileiro é a mobilização popular e eu quero chamar todas as pessoas a ir a Porto Alegre. Se você não tem condições de pagar do bolso uma passagem estão sendo colocados ônibus e se no lugar onde você está tem várias pessoas querendo ir e não tem ônibus, dirija-se a um sindicato da CUT, a um sindicato da CTB que também está apoiando o ato, ao diretório do PT, organize uma vaquinha com os amigos, frete um ônibus e vá para Porto Alegre. É fundamental para o futuro da situação política brasileira esse ato, não é um ato qualquer, esse ato é para mostrar que ninguém vai aceitar a farsa grotesca de montarem uma eleição para um direitista ganhar sem oposição, além de ser a defesa das organizações populares. Ir a  Porto Alegre é uma questão chave neste momento e toda esquerda deveria se concentrar nisso, não adianta falar que defende o direito de Lula ser candidato e não ir lá protestar, é uma defesa platônica, ficar em casa no sofá e dizer ‘Ah Lula eu acho que vc deveria ser candidato’, se você acha que é um direito a ser defendido, vamos defendê-lo nas ruas, isso é fundamental. Vamos tomar conta de Porto Alegre, vamos mostrar pra direita que deu o golpe que a maré mudou completamente, que o povo não apoia esse golpe e que estamos todos contra isso tudo que vem acontecendo.”

Portanto companheiros de todo o Brasil, vamos engrossar o movimento, sair da frente do computador, invadir Porto Alegre e mostrar aos golpistas a força de mobilização de um povo que não aceitará calado e passivo os desmandos desse golpe que se aprofundará ainda mais se Lula for condenado.

O PCO e os Comitês de Luta contra o Golpe estão organizando Caravanas em várias cidades e capitais, para se inscrever em uma Caravana acesse o link:

24 de Janeiro: ocupar Porto Alegre e impedir a condenação de Lula

Contribua com a campanha financeira para a realização das caravanas neste link.

https://www.vakinha.com.br/vaquinha/24-de-janeiro-ocupar-porto-alegre-contra-a-condenacao-de-lula

artigo Anterior

Professores da rede municipal do Oiapoque-AP realizam protesto pelos salários atrasados

Próximo artigo

Pedir prisão de Lula é ato político, diz advogado de defesa do ex-presidente

Leia mais

Deixe uma resposta