Nasce João Cabral de Melo Neto, poeta e autor de Morte e Vida Severina

Compartilhar:

João Cabral de Melo Neto nasceu em Pernambuco, na cidade de Recife, a 09 de janeiro de 1920. Foi o segundo filho de Antônio Cabral de Melo e Carmem Carneiro Leão Cabral de Melo. Poeta, diplomata e autor do clássico Morte e Visa Severina (1966).

Em 1937 conseguiu seu primeiro emprego, na Associação Comercial de Pernambuco. Trabalhou também posteriormente, no Departamento de Estatística do Estado. Aos 18 anos começa a frequentar a roda literária do Café Lafayette.

Em 1940 viajou, acompanhado de sua família, para o Rio de Janeiro. Conheceu Murilo Mendes, que o apresentou a Carlos Drummond de Andrade, e alguns outros intelectuais. Neto convivia em um influente círculo relacionado à arte. Era irmão do historiador Evaldo Cabral de Melo e primo do poeta Manuel Bandeira e do sociólogo Gilberto Freyre. Entre seus amigos estavam o pintor Joan Miró e o poeta Joan Brossa. Membro da Academia Brasileira de Letras (1968), recebeu importantes prêmios como o Camões (1990), o Neustadt International Prize for Literature (1992) e o Rainha Sofia de Poesia Ibero-Americana (1994).

No ano de 1941 participou do Primeiro Congresso de Poesia do Recife, onde apresentou suas “Considerações sobre o Poeta Dormindo”. Em 1942, João Cabral publicou seu primeiro livro, que se tratava de uma coletânea de poemas chamada “Pedra do Sono”.

Avesso ao romantismo e à paixão em suas poesias, seu trabalho é basicamente racional, com a construção elaborada e pensada da linguagem, preocupado em transformar toda a percepção em imagem de algo concreto, relacionado aos sentidos, em especial ao tato. Melo Neto morreu no dia 9 de outubro de 1999, no Rio de Janeiro.

artigo Anterior

Mesmo com campanha e manipulação da direita, aumenta número de brasileiros favoráveis ao aborto

Próximo artigo

Greve de servidores passa dos 50 dias em Canindé de São Francisco (SE)

Leia mais

Deixe uma resposta