Dia 23, ato de mulheres contra a condenação de Lula, com a presença de Dilma

Compartilhar:
Dia 23, ato de mulheres contra a condenação de Lula, com a presença de Dilma

Em torno do que se espera para o dia 24 de janeiro, todo um calendário de articulações está sendo organizado como forma de impulsionar uma mobilização gigantesca em Porto Alegre contra a condenação do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva. Por isso, seguindo esse panorama no dia 23 de janeiro será feito ato de mulheres com a presença da presidenta legítima Dilma Rousseff  e de Eleonora Menicucci, que fora ministra em seu governo.

O ato servirá como forma de aglutinar o movimento de mulheres e a toda a população para estar em presença massiva no dia seguinte para impedir a condenação de Lula e a todas as arbitrariedades do judiciário golpista. Em demonstração da grande movimentação que se organiza para o dia 24, os golpistas já tentaram impedir a realização de manifestações neste dia e até mesmo a proibição do acampamento do Movimento MST (Movimento Sem Terra).

A afirmação de atos como esse reforçam ainda mais a importância do dia 24 de janeiro na capital gaúcha, toda a articulação diante desse dia é de extrema importância, aumenta o número de alcance de pessoas que podem e querem fazer parte da luta efetiva contra o golpe e seu maior expoente que se da pela perseguição política a figura mais importante da classe trabalhadora que é Lula. Demonstrando que cada vez mais a população está desenvolvendo sua consciência e se põe na dianteira da luta.

Por isso, o ato de mulheres no dia 23 chama a todos para se organizar e estar preparado para o dia 24 de janeiro, recebendo as caravanas do país inteiro, as mesmas  que estarão chegando neste dia. É preciso mobilizar diante de todos os atos que antecedem ao dia 24 como forma de aglutinar centenas de milhares de pessoas no TRF4 e mostrar que a classe trabalhadora está organizada e disposta a lutar contra a condenação de Lula e contra o golpe.

artigo Anterior

Mesmo com campanha e manipulação da direita, aumenta número de brasileiros favoráveis ao aborto

Próximo artigo

Segurança agride mulher no metrô de São Paulo

Leia mais

Deixe uma resposta