PCO entra com enorme disposição em um ano que promete intensas lutas

Compartilhar:

Cerca de mil pessoas participaram das dezenas de jantares de fim de ano realizados ao longo do mês de dezembro em todas as regiões do País, pelos comitês locais de nosso Partido, reunindo militantes, simpatizantes, ativistas dos Comitês de Luta contra o Golpe, familiares, companheiros de outros partidos de esquerda etc.

Essas atividades políticas e de confraternização, nas quais celebramos nossa intensa luta ao longo de um ano extremamente difícil para a classe trabalhadora – talvez aquele em que sofremos os maiores retrocessos nas condições de vida da classe trabalhadora das últimas décadas, como produto do golpe de Estado que derrubou a presidenta Dilma Rousseff, em 2016 – e também expressamos a nossa enorme disposição de enfrentar, junto com os trabalhadores e a juventude um ano que iniciamos,  que – por certo – vai marcar época pela intensificação da polarização política, com claras e expressas tendências de que os explorados e suas organizações avancem no enfrentamento contra o regime golpista e contra suas reformas.

Coroando essa atividade, realizamos grandes festas de réveillon , em quatro capitais. Além dos já tradicionais eventos de São Paulo e Brasília, desta vez também aconteceram celebrações socialistas no Rio de Janeiro e em Salvador. Nessas festas – organizadas desde o preparo dos alimentos até alguns brilhantes shows musicais, pelos militantes do PCO – centenas de companheiros se juntaram na passagem de ano para saudar o PCO e o que foi feito e consolidou o Partido, como uma das principais organizações da luta contra o golpe, uma organização cada vez mais madura na luta pela revolução, pelo governo dos trabalhadores e pelo comunismo.

Em todas essas atividades, bem como na importante e vitoriosa Plenária Nacional dos Comitês de Luta contra o Golpe e pela Anulação do Impeachment, realizada em meados de dezembro, em Belo Horizonte, ficou evidente que longe de estarmos entrando de férias, estamos preparando uma intensa jornada de luta, que tem como um marco importante, já nesse começo de ano, a mobilização – junto com toda esquerda que luta contra o golpe – para ocupar Porto Alegre, no dia 24 de janeiro, para derrotar os planos da direita de prender o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.  A direita pretende abrir caminho para uma nova etapa do regime golpista, seja por meio de eleições fraudulentas – “eleição sem Lula é fraude! -, seja por meio de um golpe militar, pregado cada vez mais abertamente por chefes militares do Exército.

Com festa, mas com os olhos bem abertos para a realidade, amparados no marxismo, na ferramenta fundamental do materialismo histórico e na experiência da luta da classe operária em nosso País e em todo o mundo, o PCO entrou com enorme disposição em um ano que promete intensas lutas.

Que estejamos, cada vez mais, juntos nessa luta, que promete ser árdua, mas que, oxalá, abra um caminho de vitórias dos explorados diante dos golpistas e do imperialismo, em nosso País, na América Latina e em todo o mundo.

artigo Anterior

PCO realiza espetacular e maravilhosa festa de Réveillon no Distrito Federal

Próximo artigo

Veja alguns fatos importantes retratados pelo Diário Causa Operária na Cidade de Araraquara

Leia mais

Deixe uma resposta